Pós-graduação: um caminho possível?

Autora: Cassia Sakuragui

Já começo dando a resposta: SIM! Ainda mais para você que se interessou pelo título deste post! Sim, sim!

Nossa educação formal pode se iniciar bem cedo, na Educação Infantil aos 4 anos, depois ingressamos no Ensino Fundamental, por volta dos seis anos e lá se vai uma jornada de aprendizado de mais nove anos. Chegamos por volta de 15 anos ao Ensino Médio e, nesta época da nossa vida, é comum começarmos a pensar sobre prosseguir com nossa educação no Ensino Superior ou parar por ali mesmo.

Durante o Ensino Médio, se há a decisão de prosseguir para o Ensino Superior, iniciamos uma verdadeira “batalha” para nos inserirmos em um dos cursos de graduação. Se você é uma das pessoas brasileiras que venceram a batalha e são privilegiadas por estarem num curso de graduação, seja ele em universidade pública ou privada, parabéns! Mas saiba que sua educação formal pode não terminar neste ponto.

A pós-graduação é uma opção quando você deseja aprofundar seu conhecimento em alguma área relacionada ou correlacionada com o que você estudou na graduação. Temas transversais, que envolvem mais de uma área de conhecimento, também são comuns em estudos na pós-graduação.

Então, suponhamos que você tem muito interesse e quer aprofundar o conhecimento em determinada área. Normalmente, o aprofundamento do conhecimento se inicia na graduação e um caminho natural é realizar estágios de iniciação científica nesta época. Mas não é obrigatório que isto aconteça para fazer pós-graduação.

Assim como você passa por uma seleção para poder entrar nos cursos de graduação, você também faz algum tipo de seleção para entrar nos cursos de pós-graduação. E, assim como as universidades disponibilizam informações sobre os cursos de graduação, da mesma forma existem informações sobre os cursos de pós-graduação nos sites da maioria das universidades e centros de pesquisa. Também nestes sites são colocados os editais de seleção, com datas das provas e outros pontos que vão regulamentar a seleção dos candidatos para os cursos.

Normalmente se ingressa primeiramente no mestrado e depois se pensa em realizar o doutorado, mas não é obrigatório realizar o mestrado para ingressar no doutorado. Ingressar diretamente no doutorado aqui no Brasil pode ser considerada uma situação excepcional, em outros países é uma situação normal.

Nos editais para seleção de cursos de pós graduação em instituições públicas (talvez as privadas também, mas não tenho conhecimento), existem, geralmente, informações sobre a disponibilidade de bolsas de estudo, tanto de mestrado quanto de doutorado. Quando alguém se inscreve na seleção para ingresso num curso de pós-graduação para o qual há previsão de bolsas, esta pessoa está automaticamente concorrendo a uma delas. A distribuição das bolsas depende da ordem de classificação dos candidatos aprovados na seleção e feita com base nas notas nas diversas provas. Os primeiros classificados recebem bolsas de estudo. Os tipos de prova diferem de curso para curso e estão previstas nos editais. Normalmente para o mestrado há uma prova de conhecimentos na área da pós-graduação, já no doutorado muitas vezes não há esta prova. Para ambos os níveis há a prova de língua estrangeira, além da pontuação feita de acordo com o currículo vitae de cada candidato.

O caminho acadêmico é bastante desafiador (imaginem que depois do doutorado ainda pode-se realizar um ou mais pós-doutorados!), mas para quem deseja profundidade de conhecimento e crescimento em todas as áreas, é um caminho maravilhoso a se trilhar.

Uma última informação é que existem cursos de pós-graduação na categoria “profissional”, e neste caso, você terá como resultado, um produto desenvolvido para a melhoria do seu desempenho profissional. Em geral estes cursos não oferecem bolsas de estudo, mas existem exceções. Você saberá se determinado curso está oferecendo bolsas ou não, lendo os editais de seleção ou perguntando diretamente na secretaria do curso.

Espero de coração que estas informações tenham ajudado de alguma forma. Fico à disposição, caso tenham ficado com dúvida ou queiram outras informações que não dei. Meus contatos: no Instagram @sakuragui.cassia e ou por email: cmsakura12@gmail.com.

Cassia Mônica Sakuragui é professora associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro, orienta em três cursos de pós-graduação em nível mestrado e doutorado: Pós-Graduação em Ciências Biológicas – Botânica, Museu Nacional; Pós-Graduação em Biodiversidade e Biologia e Biologia Evolutiva, UFRJ e PROFBIO Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em rede nacional, UFRJ nas linhas de pesquisa: plantas medicinais, evolução molecular vegetal, taxonomia e diversidade vegetal, ensino de Botânica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: